Buscar
  • Mônica Bergamo

ÁCIDO FOSFATÍDICO E A SUA IMPORTÂNCIA NA HIPERTROFIA MUSCULAR

Você já ouviu falar em ácido fosfatídico?

O ganho e manutenção de massa muscular esquelética é altamente dependente de estímulo (treino), matéria prima (carboidrato e proteína) e sinalização enzimática metabólica (através de uma proteína quínase chamada mTOR). Desta forma além de treino + dieta é necessária a ação de de toda uma cascata bioquímica para que possamos ganhar os sonhados músculos.

Alguns fatores podem estimular e regular o anabolismo muscular e a via mTOR, especialmente fatores de crescimento (por exemplo: insulina, IGF-1), hormônios sexuais endógenos como a testosterona e di-hidrotestosterona, a ingestão correta de aminoácidos, e os estímulos mecânicos (musculação e o estado energético). Assim, a regulação da atividade de mTOR por suplementação é algo extremamente estudado.


Sabe-se que a leucina (BCAA – aminoácido de cadeia ramificada), é um importante regulador da atividade anabólica, ativando a via mTOR. Mas existem novas substâncias que podem ajudar na hipertrofia muscular e estudos mais recentes sugerem os efeitos da suplementação com Ácido Fosfatídico (AF) na ativação da mTOR. Vários alimentos contêm AF, embora em pequenas quantidades. As maiores quantidades de AF foram encontradas em vegetais pertencentes a família Brassicaceae, tais como repolho (Brassica oleracea) que contém 700 nmol/g (aproximadamente 0,5mg/g de AF).


Ensaios com humanos em treinamento de resistência, tem utilizado suplementos de AF nas doses variando entre 250mg a 750mg/d . Assim, a quantidade de AF encontrada na dieta é muitas vezes insuficiente com propósito de ganho de massa muscular sendo interessante sua suplementação.


Como o Ácido Fosfatídico pode favorecer o ganho de massa muscular?


O uso exógeno do AF induz ganho de massa muscular mediado pelo mTOR, no entanto essa sinalização é diferente da AF endógena (produzida pelo próprio organismo). O uso de suplementos com AF favorecem a sinalização através do mecanismo alternativo pela insulina e os fatores de crescimento, que ativam o mTOR através de mecanismo dependente de PI3Ks. A fosfoinositideos 3-quinases (PI3Ks) são uma família de enzimas envolvidas em funções celulares tais como crescimento muscular resultante da ativação da Akt. Por sua vez a Proteína Kinase B (Akt) é necessária para a translocação do transportador de glicose 4 (GLUT4) para membrana plasmática induzida pela insulina o que resulta em aumento da síntese de glicogênio nos músculos.


Os resultados da suplementação com AF são muito interessantes, estudos publicados em 2012 no Journal of the Interna5onal Society os Sports Nutri5on, examinou se a administração de ácido fosfatídico oral poderia aumentar a força, a massa muscular durante um programa de treinamento de resistência por 8 semanas. Nesse estudo dezesseis homens, praticantes de musculação, foram distribuídos aleatoriamente para um grupo que consumia 750mg de AF ou um placebo. Durante cada sessão de teste, os indivíduos foram avaliados quanto à força e composição corporal: os indivíduos que ingeriram AF demonstraram um aumento 12,7% na força de agachamento e um aumento de 2,6% na massa muscular, enquanto os indivíduos que consomem placebo mostraram uma melhora de 9,3% na força do agachamento e uma variação de 0,1% na massa muscular. Os resultados deste estudo sugerem que uma combinação de uma ingestão diária de 750mg de AF, combinado com um programa de treinamento de resistência de 4 dias por semana por 8 semanas parece ter um benefício provável na melhoria da força e um beneficio real no ganho de massa magra em indivíduos que praticam musculação.


Vale ressaltar que somente a suplementação com AF não traz resultados no ganho de massa muscular, é necessário alimentação e/ou suplementação de aminoácidos + carboidratos e sobrecarga mecânica (musculação). Todos esses itens em conjunto induzem a sinalização mTOR através de mecanismos divergentes de sinalização, ou seja, esses estimulos podem atuar em paralelo e sinergicamente para aumentar o anabolismo muscular e hipertrofia.


Jamais faça auto-medicação ou suplementação sem acompanhamento médico especializado.


#dramonicabergamo #dicasdadra #infoblog #medicinapersonalizada #saudehormonal #saudedamulher #saudedohomem #medicinafuncional

27 visualizações

ATENDIMENTO

CLÍNICA ISA DERMATO

Rua Raul Píres Barbosa, 1119 - Vila Manoel da Costa Lima - MS, 79040-150

Horário de Atendimento:

Segunda-Feira a Sexta-Feira: 07:00hs - 19:00hs 

TELEFONE: +55 67 3305-2951

CONTATO

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram