Buscar
  • Mônica Bergamo

FIBROMIALGIA - A doença invisível de dores crônica.

Atualizado: 17 de Jun de 2019

De acordo com o American College de Reumatologia (ACR), a fibromialgia é uma síndrome de dor muscular generalizada (mais de 3 meses) e rigidez com 11 ou mais características e pontos sensíveis à palpação.


Esse mal afeta 2% da população mundial, e é predominantemente no sexo feminino, com a idade mais comum entre 40 a 50 anos.


Os sintomas da síndrome da fibromialgia incluem:

  • Queixa musculoesqueléticas: rigidez e sensação de inchaço nos tecidos;

  • Queixa não musculoesquelético: fadiga, problemas para dormir e parestesia;

  • Síndromes associadas: síndrome do intestino, dismenorréia, síndrome uretral feminina, endometriose, dor torácica não cardíaca, enxaqueca, dor nas articulações temporomandibulares, sinusite, síndrome de Sjogren, síndrome do túnel do carpo e síndrome de raynaud.

A fibromialgia além de ser um problema crônico, pode surgir em pessoas com sobrepeso e obesidade. Nesse caso o início do tratamento começa na perda de peso para melhorar os sintomas de dor, controle da pressão nas articulações, fadiga e consequentemente, uma melhora no quadro de disposição.


Com relação a fibromialgia e alimentação, existem nutrientes que auxiliam no tratamento e prevenção desse quadro, como:

  • O cálcio e o magnésio: Eles são importantes na contração muscular, e na absorção de vitamina D;

  • A Vit. C e E: São excelentes antioxidantes fundamentais na redução do estresse oxidativo causado pela fibromialgia, e auxiliam na melhora dos sintomas através da vasodilação;

  • O folato e Vit. B12: São essenciais na regulação do sistema nervoso central e sua deficiência resulta em dor neuropática periférica;

  • O Zinco: Ele é muito importante na função dos tecidos nervosos, musculares e formação de colágeno.

Outro importante aliado contra a fibromialgia, é a Coenzima Q10. Estudos sugerem que a fibromialgia ocorra por uma disfunção das mitocôndrias e baixa produção de ATP. Desta forma, nutrientes como ácido alfa lipoico, complexo B, creatina, N-acetil-L-carnitina (transportador de ácido graxo para a mitocôndria) e alta doses de D-ribose, podem ajudar.


A relatos de pacientes com fibromialgia que apresentam sintomas de distúrbios no trato gastrointestinal. 70% desses pacientes conseguiram controlar o quadro com dieta a base de berberina, ácido clorídrico, lactoferrina, glutamina carnitina e fosfatidilcolina.


Algumas outras alternativas não medicamentosas que apresentam resultados positivos no tratamento contra a fibromialgia, são as injeções de toxina botulínica, terapia craniossacral, massagem, reflexologia, biofeedback e neurofeedback CBD.


O consumo de açúcar, sal, gordura e álcool deve ser reduzido para melhorar os sintomas da fibromialgia e alimentos ricos em fibras, frutas, vegetais e líquidos, devem ser consumidos em maior quantidade para prevenir comorbidades associadas e o excesso de peso.


Como sempre não podemos deixar de lado a prática regular de exercícios físicos leves e moderados no tratamento e prevenção da fibromialgia. São recomendadas atividades aeróbicas de baixo impacto, como natação, caminhada, e alongamentos, que em geral buscam manter o corpo saudável e melhorar a qualidade de vida.

#dramonicabergamo #dicasdadra #infoblog

20 visualizações

ATENDIMENTO

CLÍNICA ISA DERMATO

Rua Raul Píres Barbosa, 1119 - Vila Manoel da Costa Lima - MS, 79040-150

Horário de Atendimento:

Segunda-Feira a Sexta-Feira: 07:00hs - 19:00hs 

TELEFONE: +55 67 3305-2951

CONTATO

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram